Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Dataprev abre concurso com 322 vagas na Paraíba; salários chegam a R$ 6 mil

Previdência Social - Divulgação
Em todo o Brasil o concurso tem o objetivo de formar cadastro de reserva, na Paraíba as vagas são para web design, gestão de TIC, desenvolvimento I, infraestrutura e aplicações e serviços logísticos


Os paraibanos que sonham com a carreira no serviço público têm mais uma oportunidade. A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) inicia as inscrições para concurso público nesta segunda (20). São 322 vagas na Paraíba com salários que chegam a mais de R$ 6 mil, todas as oportunidades no estado são para o nível superior.

Em todo o Brasil o concurso tem o objetivo de formar cadastro de reserva, na Paraíba as vagas são para web design, gestão de TIC, desenvolvimento I, infraestrutura e aplicações e serviços logísticos.

Oportunidades são também para as cidades de Rio Branco, Aracaju, Salvador, Vitória, Belo Horizonte, Campos Grande, Cuiabá, Belém, Rio de Janeiro, Florianópolis, Fortaleza, Natal, São Paulo, Boa Vista, Macapá, Palmas, Porto Velho, Manaus, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Maceió, Recife, São Luis, Teresina e Brasília.

Com uma taxa de R$ 80 para ensino superior e R$ 50 para ensino médio, as inscrições podem ser realizadas até o dia 17 de novembro através do site, onde também é possível conferir o edital. O concurso tem validade de dois anos e pode ser prorrogado pelo mesmo período uma vez.

Seleção terá 10% de vagas reservadas para pessoas com deficiência e 20% para negros e pardos. Provas provavelmente serão aplicadas no dia 14 de dezembro e os candidatos devem optar por uma das 26 capitais ou o Distrito Federal para a realização das provas.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

João Pessoa recebe 30 novos ônibus equipados com sistema que reduz poluição em 30%

Diretor da Unitrans disse que as empresas integrantes do Grupo A.Cândido (Santa Maria e São Jorge) também estão renovando a frota
Veículos já estão em circulação - Divulgação
João Pessoa passa a contar com 30 novos ônibus que começam a operar nas linhas da Capital a partir desta terça-feira (21). Parte dos veículos já chegou à cidade desde quarta-feira (15) e outra quantidade será colocada no município nos próximos dias.

Os novos veículos têm motorização eletrônica, que polui 30% menos o meio ambiente, e são dotados de itens de acessibilidade, como plataforma elevatória para o acesso de cadeirantes, cadeira especial mais larga destinada a gestantes e obesos, e também têm corrimãos especiais para deficientes visuais e sinal de parada com escrita em Braile.

As portas dos novos ônibus abrem e fecham eletronicamente, o que promete ser mais seguro para os passageiros; a bancada do motorista tem design rodoviário, permitindo uma melhor ergonomia no dia a dia e a roleta teve seu desenho modificado para facilitar o manuseio do cobrador. Os ônibus ainda têm faróis de led e painel e tacográfo digitais.

De acordo com o diretor da Unitrans (Transnacional/Reunidas), Alberto Pereira, a média de idade da frota pessoense é de 3,6 anos, muito inferior a da maioria das cidades brasileiras. Pereira falou ainda que as empresas integrantes do Grupo A.Cândido (Santa Maria e São Jorge) também estão renovando a frota.

A frota da capital é formada por 550 ônibus, sendo que a circulante é composta por 468 veículos, que atendem as 88 linhas disponíveis na cidade.

JP recebe 30 novos ônibus

Veículos são mais modernos e prometem poluir menos

Todos têm plataforma elevatória

No detalhe, faróis de xênon

Acento preferencial é logo na entrada

Sistemas de controle também são diferenciados

Tacógrafo é digital

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Preso o suspeito de matar folião em bloco de carnaval de JP, oito meses depois do crime

Crime ocorreu na madrugada do dia 27 de fevereiro. Uma briga na praça das muriçocas acabou com a morte de Fernando de Barros Pereira, que tinha 22 anos
Vítima não resistiu aos ferimentos - Reprodução/Aguinaldo Mota
Foi preso na manhã desta segunda-feira (20) o suspeito de matar uma pessoa durante o desfile do bloco Muriçocas de Miramar, em João Pessoa, no carnaval deste ano.

De acordo com a Secretaria de Segurança do Estado, Alisson Gomes de Assis foi preso na comunidade Hildon Bandeira, no bairro da Torre, em João Pessoa, na casa de outras pessoas.

A delegada de Homicídios Roberta Neiva disse durante entrevista coletiva que a polícia recebeu denúncias anônimas por meio do 197, com informações sobre Alisson, e depois de investigações, a Polícia Civil concluiu que ele seria um dos responsáveis. Outro suspeito já havia sido preso alguns dias após o assassinato.

Alisson negou que tenha participado do homicídio, apesar de ter afirmado que estava na festa, e atribuiu a culpa a o outro rapaz preso, Jeferson Henrique Gomes de Oliveira.

O crime ocorreu na madrugada do dia 27 de fevereiro. Uma briga na Praça das Muriçocas acabou com a morte de Fernando de Barros Pereira, que tinha 22 anos. Ele foi esfaqueado no peito, em meio à confusão, e não resistiu ao ferimento.

Alisson fica preso na penitenciária Flósculo da Nóbrega (Roger), na Capital, onde vai aguardar o julgamento.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Horário de verão gera confusão em concurso da CAGEPA

Uma grande parte dos candidatos são barrados por confusão com o horário de verão e não conseguem fazer a prova do concurso da CAGEPA.

IFPB Campus João Pessoa - um dos locais de prova
Imagens Rafael Freitas / Santa Rita em Foco
Foi realizado hoje o concurso da CAGEPA, voltado para vagas de estágio em várias modalidades distribuídas no ensino técnico e superior. Mas o que muitos não sabiam, ou mesmo, não tinham conhecimento, era que hoje se deu início a meia-noite o horário brasileiro de verão, deixando os estudantes confusos, pois muitos chegaram aos locais de prova às 9hs da manhã pelo horário local e, no edital constava que a prova seria aplicada no horário oficial de Brasília, como consta na imagem abaixo.
Imagem retirada do edital oficial do concurso










Já na ficha de inscrição não havia a discriminação de que o horário utilizado para a realização das provas seria o horário oficial de Brasília, deixando ainda mais confusos os candidatos.
Ficha de inscrição onde não informações precisas sobre qual horário seria realizadas as provas, o horário local ou o horário brasileiro de verão

Relatos coletados por nossa equipe em dois locais de provas, apontam falhas no processo do concurso, é o que diz o estudante Willian Coelho, "eu também não consegui realizar a prova devido a confusão do horário". Muitos candidatos chegaram sem os cartões de inscrição, por não conseguirem imprimi-los, já que a página do site encarregado pelo concurso estava constantemente instável.

página referente ao concurso
Foram poucos os candidatos que conseguiram chegar no horário correto, até mesmo ao saírem contaram que muitas das salas o número de pessoas eram mínimas, chegando a menos que cinco pessoas em muitos casos. Muitos dos estudantes se sentiram prejudicados e pedem a anulação do concurso. Houve até mesmo em frente a um dos locais de prova um início de protesto, gerando um pequeno engarrafamento.

Nossa equipe tentou entrar em contato com os responsáveis pela realização do concurso, mas não conseguimos êxito.

Imagens Rafael Freitas / Santa Rita em Foco

Imagens Rafael Freitas / Santa Rita em Foco

video

video

Ex-atleta olímpica muda de sexo e vira personal trainer

Yvonne Buschbaum, do salto com vara, iniciou o processo para se tornar um homem em 2007
Balian Buschbaum - Reprodução
Balian Buschbaum é um personal trainer natural de Ulm, na Alemanha. Com pinta de galã, ele faz sucesso entre as mulheres. Porém, o que pouca gente que não o conhece sabe, é que um dia ele já foi a atleta do salto com vara Yvonne Buschbaum.

Yvonne nasceu no dia 14 de julho de 1980, como uma mulher. Porém, ela sempre soube que havia algo de errado.

— Durante muitos anos senti que vivia em um corpo errado. Me sentia um homem, mas tinha que viver com o corpo de uma mulher.

Em 2007, aos 27 anos, a atleta anunciou sua aposentadoria. O motivo? Empenhar-se no objetivo de se tornar um homem. Foi então que iniciou o processo de mudança de sexo.

Hoje, sete anos depois, Yvonne é, oficialmente, Balian. O nome foi escolhido a partir do personagem de Orlando Bloom no filme "Reino dos Céus". Além de personal, Balian trabalha como treinador de atletas do salto com vara.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Ex-prefeito paraibano tem direitos políticos cassados e vai devolver R$ 105,9 mil

Controladoria-Geral da União constatou uma série de irregularidades na realização do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil no Município, durante a gestão dele
Ministério Público Federal da Paraíba - Reprodução/ Google Street View
O ex-prefeito de Pitimbu, Hércules Antônio Pessoa Ribeiro, teve a condenação mantida pelo Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba por irregularidades na execução do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) no município. O réu teve os direitos políticos suspensos por cinco anos, vai ter que restituir em R$ 105.900,00 o município e ainda está proibido de contratar com o poder público, de receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios por cinco anos.

Na ação de improbidade, o MPF expôs que, durante fiscalização da aplicação dos recursos do Peti no município, a Controladoria-Geral da União constatou uma série de irregularidades, dentre as quais se destacam: omissão na prestação de contas, indícios de manipulação de documentos de despesas, bem como desconhecimento das normas de funcionamento do referido programa.

Ainda durante as investigações, foi constatado a inexistência de trabalho de apoio socioeducativo com às famílias beneficiadas; atrasos frequentes e pagamentos não integrais do benefício; ausência de controle de frequência das crianças nas escolas; além de aquisição de produtos alheios aos objetivos do programa; e ausência do parecer da Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil (CMETI) cadastrais das famílias beneficiadas pelo programa, de modo a demonstrar que houve análise e aprovação dos referidos cadastros.

O MPF ainda ressaltou a inércia de Hércules Antônio durante todo o procedimento de tomada de contas especial instaurado pelo MDS, apesar das inúmeras tentativas de notificação.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Empresário é preso acusado de comandar distribuição de drogas na Paraíba e em PE

Gledson Perdival de Moura, 43 anos, foi preso em João Pessoa durante uma operação entre as Polícias da Paraíba e Pernambuco
Gledson foi preso em João Pessoa - Divulgação/ Polícia Civil
O dono de uma casa lotérica da cidade de São Bentinho, no Sertão do estado a 354 km de João Pessoa, foi preso na madrugada desta sexta-feira (17), em João Pessoa, durante uma ação conjunta entre as Polícias Civil da Paraíba e Pernambuco, denominada ‘Operação Poesia’. Segundo o delegado Seccional de Sousa, Sylvio Rabello, o empresário Gledson Perdival de Moura, 43 anos, é apontado como o chefe da distribuição de drogas na região do Sertão dos dois estados. Pelo menos quatro pessoas foram presas.

“O Gledson, que foi preso num apartamento no bairro do Bessa, em João Pessoa, chefiava a ação criminosa de distribuição de drogas no Sertão da Paraíba e Pernambuco. Ele sempre viajada para outros estados como São Paulo e Rio de Janeiro para comprar drogas, que estava sendo enviada pelos Correios. Descobrimos a quadrilha, quando prendemos um grupo especializado em tráfico de drogas no Sertão, durante a 'Operação Tempestade'. A Polícia Civil de Pernambuco também estava monitorando a quadrilha”, confirmou o delegado.

Ainda segundo Rabello, Gledson é proprietário de uma casa lotérica na cidade sertaneja de São Bentinho-PB. “Foram cumpridos quatro mandados de prisão. Além de Gledson prendemos a mulher dele dentro de casa, a microempresária Regina Suellena, 43 anos, e cumprimos dois mandados dentro da cadeia pública de Pombal, onde dois apenados também integravam a quadrilha de traficantes”, disse.

Gledson Perdival foi levado para um dos presídios de Pernambuco. “A ação conjunta entre as polícias da Paraíba e Pernambuco foi exitosa. Como Gledson tinha mandado de prisão em PE ele foi levado para o estado pernambucano. Os outros três vão ficar na Paraíba”, revelou o delegado Sylvio Rabello.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Top