Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

Ônibus escolar é destruído ao pegar fogo durante transporte de alunos na Paraíba

Corpo de bombeiros informou que não houve feridos e que os danos foram apenas materiais; causas do incêndio seriam apuradas em perícia do Instituto de Polícia Científica
Ônibus teve que ser abandonado às pressas na rodovia
(Reprodução/Google Street View)
Um ônibus escolar da Prefeitura de Aroeiras, no Agreste da Paraíba, a 105 km de João Pessoa, pegou fogo e foi totalmente destruído durante transporte de estudantes na rodovia PB-102, que liga a cidade ao município vizinho de Gado Bravo, na tarde desta terça-feira (28). O coletivo teve que ser abandonado às pressas pelos ocupantes, que seguiram viagem em outro veículo.

Segundo o sargento J. Alberto, do Corpo de Bombeiros de Campina Grande, que atua na região, uma guarnição foi deslocada ao local da ocorrência, mas nada pôde fazer para evitar a destruição do veículo.

“Os agentes constataram que houve perda total no ônibus”, disse o sargento, acrescentando que não foi preciso agir para conter as chamas, pois o veículo queimou até o fogo se extinguir por conta própria.

J. Alberto informou que não houve feridos e que os danos foram apenas materiais. Não foi registrado o número de passageiros. O ônibus abandonado não chegou a interromper o trânsito na via, conforme o sargento, que disse que a Polícia Militar local ficaria responsável pela retirada do mesmo do local.

As causas para o incêndio ainda eram desconhecidas na noite desta terça. “Testemunhas relataram que o fogo começou pela parte de baixo do ônibus e que o caso pode ter sido uma pane na parte elétrica”, contou o sargento dos Bombeiros. O oficial, no entanto, explicou que apenas após uma perícia feita por agentes do Instituto de Polícia Científica seria possível determinar as causas do acidente.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Morre mãe do ex-deputado federal em hospital de João Pessoa

Velório acontecerá a partir do meio dia na central de velórios São João Batista e o sepultamento está marcado para às 10h desta quinta, no cemitério Senhor da Boa Sentença
Mãe de Ruy Carneiro morreu na Unimed (Reprodução/ Facebook)
Morreu na manhã desta quarta-feira (29), no hospital da Unimed em João Pessoa, a mãe do ex-deputado federal Ruy Carneiro, Tânia Carneiro Barbosa, 69 anos. Ela estava internada para tratamento de saúde e sofreu uma parada cardíaca às 8h30.

O velório acontecerá a partir do meio dia na central de velórios São João Batista e o sepultamento está marcado para às 10h desta quinta, no cemitério Senhor da Boa Sentença, em João Pessoa.

Tânia deixa dois filhos, Ruy Carneiro e o economista Carlos Alexandre. Ela estudou em João Pessoa no Colégio das Lourdinas e era formada em Letras e Direito.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Idosa sofre sequestro relâmpago em JP e menores suspeitos são detidosn

Segundo relato da vítima à polícia, o crime teve início no Centro de João Pessoa; idosa foi abandonada na Zona Leste da cidade e teve o carro e pertences roubados
Disp Manaíra (Portal Correio)
Dois menores foram detidos no fim da tarde desta terça-feira (28), suspeitos de cometer um sequestro relâmpago contra uma idosa de 65 anos. Na ação criminosa, três pessoas teriam raptado a mulher e roubado pertences pessoais e o carro, um Volkswagen Voyage de cor cinza, que foi recuperado após a detenção.

A vítima relatou à polícia que foi raptada no Centro de João Pessoa, nas proximidades de uma agência bancária, e foi forçada a dirigir o carro até o bairro do Brisamar, Zona Leste, onde os suspeitos tomaram o controle do veículo e seguiram até o bairro do Bessa, também na Zona Leste, onde a mulher foi abandonada.

Após ser libertada, a idosa acionou a polícia e se dirigiu para o Distrito Integrado de Segurança Pública em Manaíra, onde o caso foi registrado.

De acordo com o tenente Alexandre, do 1º Batalhão da Polícia Militar, os infratores foram localizados com o carro na Estrada de Cabedelo pela motopatrulha da PM. “A vítima já identificou os dois detidos”, contou o tenente. Eles seriam conduzidos para a Delegacia do Menor de João Pessoa. A polícia ainda não havia localizado o terceiro suspeito de envolvimento até as 22h30 desta terça e seguiria investigando o caso.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Resumo das Novelas

Quarta-feira, 29 de julho


Babilônia
Olívia e Cris se irritam com o sucesso das fotos de Regina na revista. Luís Fernando leva Karen e a família para visitar o apartamento, e o porteiro desconfia. Inês pede calma a Evandro para denunciar Beatriz e Murilo na hora certa. Diogo descobre que Beatriz está sendo acusada de envolvimento no assalto a Evandro. Murilo arma para Vinícius, que pede socorro a Bento. Tadeu se declara para Gabi. Paula se surpreende com as atitudes de Pedro. Rafael pede Laís em casamento para Aderbal. 


I Love Paraisópolis
Omara alerta Jávai sobre Primo. Júnior contrata Urbana como cozinheira da casa de Soraya. Jurandir aceita o dinheiro dado por Grego para o investimento no restaurante de Mari. Ximena e Raul trocam ameaças. Mari e Olga aceitam a oferta de Benjamin como sócio-investidor do restaurante. Margot cai na armadilha de Soraya e sofre um acidente. Danda conta para Eva e Mari que Soraya a contratou como sua secretária particular.


Além do Tempo
Melissa se desespera ao saber que Felipe está apaixonado por outra mulher. Felipe vai ao convento atrás de Lívia, mas Padre Luís o surpreende. Vitória garante a Melissa que Felipe se casará com ela. Pedro descobre que Felipe terminou seu noivado e jura que ele não ficará com Lívia. Felipe anuncia que comprará as terras de Genaro. Alex revela a Bianca e Felícia que seu pai desistiu do casamento com Melissa. Felipe visita Lívia no convento.

Fonte: Gshow

Justiça Federal aceita denúncia contra executivos ligados à Odebrecht


A Justiça Federal aceitou, nesta terça-feira (28), a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente da Odebrecht S.A., Marcelo Odebrecht, e outras 12 pessoas investigadas na Operação Lava Jato. 

O grupo foi denunciado pelo MPF na sexta-feira (24). Com o recebimento da denúncia pela Justiça, a partir de agora eles são réus na ação penal que vai apurar os supostos crimes cometidos por eles, como organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro nacional e internacional.

Segundo a denúncia, os envolvidos participariam de um esquema de corrupção na Petrobras. Entre os denunciados, também aparecem o doleiro Alberto Youssef e ex-diretores da estatal.

Provas
No despacho em que aceita a denúncia, o juiz federal Sérgio Moro considerou que as provas apresentadas pelo MPF até o momento justificam a abertura do procedimento contra os acusados.

"Portanto, há, em cognição sumária, provas documentais significativas da materilidade dos crimes, não sendo possível afirmar que a denúncia sustenta-se apenas na declaração de criminosos colaboradores", pontuou o magistrado.

Lista dos denunciados: 
- Alberto Youssef, doleiro: corrupção passiva qualificada, lavagem de capitais
- Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, ex-diretor da Odebrecht: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais
- Bernardo Schiller Freiburghaus, suspeito de lavar dinheiro de propina da Odebrecht: organização criminosa, lavagem de capitais
- Celso Araripe d'Oliveira, funcionário da Petrobras: corrupção passiva qualificada, lavagem de capitais
- Cesar Ramos Rocha, ex-diretor da Odebrecht: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais
- Eduardo de Oliveira Freitas Filho, sócio-gerente da empreiteira Freitas Filho Construções Limitada: lavagem de capitais
- Marcelo Bahia Odebrecht, presidente da Odebrecht S.A: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais
- Márcio Faria da Silva, ex-diretor da Odebrecht: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais
- Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras: corrupção passiva qualificada, lavagem de capitais
- Paulo Sérgio Boghossian, ex-diretor da Odebrecht: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais
- Pedro José Barusco Filho, ex-gerente de Serviços da Petrobras: corrupção passiva qualificada, lavagem de capitais
- Renato de Souza Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras: corrupção passiva qualificada, lavagem de capitais
- Rogério Santos de Araújo, ex-diretor da Odebrecht: organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de capitais.

Outro lado
Em nota, a Odebrecht informou que vai se pronunciar apenas no processo judicial. “O recebimento da denúncia pela Justiça representa o marco zero do trabalho das defesas. Com isso, as manifestações das defesas se darão nos autos dos processos", disse a empresa.

Lavagem de dinheiro
Para o MPF, a Odebrecht montou uma sofisticada rede de lavagem de dinheiro. Com isso, a companhia pôde pagar propinas a executivos da Petrobras para fechar contratos com a estatal.

As denúncias partiram de depoimentos de ex-funcionários da Petrobras, como o ex-diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, que firmou um acordo de delação premiada com a Justiça e detalhou o funcionamento do esquema.

A Odebrecht é uma entre as várias empresas investigadas no âmbito da Operação Lava Jato, deflagrada em março de 2014 e que tem apurado desvios de dinheiro da Petrobras.

A 14ª fase da operação, deflagrada em junho deste ano, culminou na prisão de Marcelo Odebrecht e de outros executivos ligados à empresa. Atualmente, apenas Marcelo, filho do fundador da companhia, tem vínculo direto com a empreiteira. Os demais réus já foram desligados da empresa.

Procurada pelo G1, a Odebrecht informou que deve se posicionar sobre o recebimento da denúncia posteriormente.

Esquemas
Em entrevista coletiva na sexta-feira (24), em Curitiba, o procurador Deltan Dallagnol disse que são 13 denunciados de cada empresa.

Um dos esquemas envolvendo a Odebrecht ocorreu na construção do Centro Administrativo da Petrobras em Vitória, no Espírito Santo.

Outro envolveu a Braskem, empresa do grupo Odebrecht, em um contrato com a Petrobras para compra de nafta, que teria dado um prejuízo de R$ 6 bilhões à estatal petroleira.

Nesta transação, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa teria recebido propinas de R$ 5 milhões por ano e passado parte do dinheiro para o ex-deputado José Janene (PP), já falecido, e depois ao próprio Partido Progressista, afirmou o procurador.

De acordo com o MPF e a Polícia Federal, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez formavam um cartel para fraudar licitações da Petrobras, obtendo preços favoráveis e, com isso, lucros extraordinários. Parte desse lucro excedente era usada para pagar propina a agentes públicos e partidos políticos, conforme os procuradores.

Contas no exterior
Segundo Dallagnol, documentação obtida nas investigações mostra que a Odebrecht e denunciados no esquema tinham contas e valores em empresas offshore, fora do país.

Uma investigação das autoridades suíças apontou que empresas do Grupo Odebrecht utilizaram contas bancárias naquele país para pagar propina a ex-diretores da Petrobras.


Fonte: G1

Grupo ameaça moradores e policiais, explode caixa eletrônico e invade agência dos Correios

Moradores da cidade de São José da Lagoa Tapada (Sertão do estado, a 462 km de João Pessoa) passaram por um grande susto na madrugada desta quarta-feira (29). Vários tiros foram disparados no Centro da cidade. Cerca de 10 homens fortemente armados ameaçaram policiais e explodiram um caixa eletrônico, além de danificar o prédio dos Correios. Eles dispararam vários tiros para cima e contra a delegacia, o que deixou moradores e policiais da cidade encurralados. Toda a ação durou cerca de 40 minutos e ninguém ficou ferido.

De acordo com informações repassadas ao cabo José Adair Cavalcanti, do Batalhão de Polícia Militar em Sousa, os bandidos chegaram à cidade por volta das 2h15. Parte do grupo ficou em frente à delegacia e ameaçou os policiais que estavam de plantão. “Eles não chegaram a entrar no prédio, mas, do lado de fora, ameaçaram os policiais. Disseram que quem saísse do local iria morrer. A ameaça também foi feita aos moradores. Eles dispararam vários tiros e deixaram todos acuados”, conta.

O resto dos assaltantes seguiu para o posto de atendimento bancário e a agência dos Correios. No banco, eles usaram dinamites para explodir um caixa eletrônico. A quantia roubada não foi divulgada. Depois, o grupo arrombou a agência dos Correios. “Também era intenção dos bandidos roubar o cofre dos Correios, mas eles não conseguiram”, completa o cabo.

Segundo a Polícia Militar, os assaltantes ainda efetuaram vários tiros, alguns para cima e outros contra a viatura da cidade. Após os disparos, o grupo fugiu em dois carros. Quatro viaturas do Batalhão de Sousa foram acionadas, mas os policiais não conseguiram finalizar as buscas, pois os assaltantes espalharam grampos na estrada que dá acesso a São José da Lagoa Tapada. As quatro viaturas tiveram pneus danificados e três precisaram ser rebocadas, segundo o cabo José Adair Cavalcanti.

A polícia suspeita que os bandidos tenham fugido com direção a cidade de Coremas (a 390 km de João Pessoa). Um carro foi encontrado queimado na rota da fuga e a polícia acredita que o veículo tenha sido usado pelo grupo. Até as 7h30, nenhum suspeito havia sido preso.


Fonte: Portal Correio

Quatro armas de fogo são apreendidas no intervalo de três horas nos bairros de Santa Rita e João Pessoa

Foto: Tambaú 247
Ações da Polícia Militar resultaram na apreensão de quatro armas de fogo na noite desta terça-feira (28). Esse material foi localizado durante rondas e abordagens na região metropolitana de João Pessoa no intervalo de pouco mais de três horas.

Na cidade de Santa Rita, a polícia prendeu um casal suspeito de usar um revólver para render vítimas e praticar assaltos. A dupla foi levada para a 6ª Delegacia Distrital. Entre os suspeitos está uma adolescente.

Ainda no município, uma guarnição fazia rondas e um dos militares observou um objeto semelhante a uma arma de fogo sobre uma calçada no bairro de Várzea Nova. Ao se aproximar foi constatado que se tratava de um revólver calibre 38. O material foi entregue na delegacia local.

No bairro de Cruz das Armas, na Capital, uma discussão num bar por pouco não terminou em tragédia. No ‘calor' da briga, um dos envolvidos foi até sua casa, pegou uma arma e retornou para o bar. Ele efetuou um disparo, que não atingiu o alvo. O suspeito escondeu o objeto embaixo de um banco e fugiu em uma moto. O veículo que pertence ao acusado foi deixado no local. A polícia foi acionada e localizou o revólver e fez o auto de entrega no Distrito Integrado de Segurança Pública (Disp), em Manaíra.

Já no bairro de Mandacaru, policiais do Choque faziam rondas no local conhecido como "Beco da Balieira" quando se depararam com um adolescente em atitude suspeita. Durante a revista foi encontrado um revólver calibre 38. Esta é a 37ª arma de fogo apreendida por policiais do Choque somente este ano. O número é maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram apreendidas 11.


Fonte: Portal Tambaú 247


Top